Deixe seu Recado

terça-feira, 13 de abril de 2010

O Anel de Tucum


Este anel, extraído de uma palmeira da Amazônia (Bactris setosa) que têm como simbologia: o compromisso e aliança com as causas sociais e pelas lutas populares, geralmente são usados por pessoas que fazem parte das PJs, de Pastorais Sociais e Missionárias, de Movimentos Sociais, de ONGs, adeptos da Teologia da Libertação, membros de Partidos de Esquerda, etc., espalhadas por todo o mundo e em especial na América Latina.Bom, vale dizer que muitos o usam sem mesmo saber seus significados e conseqüências. Assumir tal compromisso, lutar por justiça e se colocar a favor dos menos favorecidos é se opor às lideranças capitalistas que buscam lucros por meio da exploração e isso não é fácil, pois em muitos casos isso pode ser até mesmo perigoso.
.
Algumas pessoas usam na mão esquerda, outras na mão direita e ao que parece não existe diferença no significado, mas já escutei belas explicações:
.
“uso na esquerda, pois há uma veia no dedo anelar esquerdo que vai direto ao coração”“a mão esquerda, é de força, simboliza para mim minha opção política (social/de esquerda)”...“a mão direita é a que saúdo meus companheiros”

Um comentário:

  1. Só para salientar a Igreja condenou o comunismo, ou seja: a esquerda.
    "O comunismo é intrinsecamente mau, e não se pode admitir, em campo algum, a colaboração recíproca, por parte de quem quer que pretenda salvar a Civilização Cristã." (Sua Santidade, o Papa Pio XI. Encíclica Divini Redemptoris, de 19 de março de 1937.
    outro documento da Igreja:
    E se o socialismo estiver tão moderado no tocante à luta de classes e à propriedade particular, que já não mereça nisto a mínima censura? Terá renunciado por isso à sua natureza essencialmente anticristã? (...) O socialismo, quer se considere como doutrina, quer como fato histórico ou como ‘ação’, se é verdadeiro socialismo, mesmo depois de se aproximar da verdade e da justiça (...) não pode conciliar-se com a doutrina católica, pois concebe a sociedade de modo completamente avesso à verdade cristã. (...) Socialismo religioso, socialismo católico são termos contraditórios: ninguém pode ser ao mesmo tempo bom católico e verdadeiro socialista." (Sua Santidade, o Papa Pio XI. Encíclica Quadragesimo Anno, de 1º de maio de 1931).
    A teologia da libertação tb ja foi condenada pela Igreja.
    Magistério da Igreja – Papa condena outra vez a Teologia da Libertação
    Em discurso a bispos brasileiros, o papa Bento XVI condenou mais uma vez a Teologia da Libertação.
    O discurso foi pronunciado neste sábado (05/12/2009) ao grupo de Bispos do sul do país que se encontrava em Roma por ocasião da visita ad limina. Por ocasião desta visita, que acontece a cada cinco anos, os Bispos apresentam ao papa e à cúria romana um relatório a respeito de suas dioceses e ouvem do pontífice as orientações para seu futuro pastoreio.

    Bento XVI recorda o aniversário de vinte e cinco anos do documento que ele mesmo assinou, como então Cardeal Ratzinger, condenando esta forma de fazer teologia utilizando “teses e metodologias provenientes do marxismo”. As palavras usadas pelo papa são duras e fogem do padrão diplomático dos discursos curiais, fazendo uma lista politicamente nada correta das consequências da Teologia da Libertação: “rebelião, divisão, dissenso, ofensa, anarquia”.

    O pontífice admite que a Teologia da Libertação não é um problema do passado quando recorda aos bispos que estas terríveis consequências “fazem-se sentir ainda” e que ainda se encontram em “vossas comunidades diocesanas”. O balanço geral apresentado por Bento XVI a respeito da aventura libertária da Igreja do Brasil parece fechar no vermelho.fonte: http://padrepauloricardo.org/blog/magisterio-da-igreja-%E2%80%93-papa-condena-outra-vez-a-teologia-da-libertacao-2/.
    A Pj não é católica, como pode fazer entao apologia ao socialismo?
    Em Cristo,
    Cleidson Granjeioro

    ResponderExcluir