Deixe seu Recado

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Encerramento da semana do migrante


A Pastoral da Juventude da Paróquia São Francisco de Assis – Ariquemes/RO, realizou neste dia 21 de Junho de 2009 a celebração de encerramento da Semana do Migrante que neste ano veio com o Tema: Existe JUSTIÇA para todos?

As celebrações assumidas pelos/as jovens aconteceram em duas comunidades sendo elas a do bairro setor 1, Comunidade São Francisco de Assis e a do Bairro setor 10, Comunidade Maria mãe dos Caminhantes. Esta ultima com o nome bem sugestivo, por ser uma comunidade situada na periferia de Ariquemes e por ter nascido de fluxos migratórios teve uma identificação maior com o tema proposto pela Pastoral dos Migrantes. Bairro este que é marcado pela migração bem como pelo processo discriminatório e excludente sofrido pelos/as migrantes e que o texto Base desta semana vem nos trazer como reflexão. Os/as jovens da PJ estiveram reunidos no dia 11 desse mês com o propósito de estar refletindo a migração em Ariquemes, bem como o processo de surgimento desta região, surgimento este que só foi possível pelo incentivo á migração de povos de diversos cantos do país. Atualmente este bairro, setor 10, está ainda em expansão mostrando-nos que ainda existe migração nesta localidade. Atualmente há outro fator que ocasionará novo fluxo migratório pra Ariquemes e região, a instalação das usinas Hidroelétricas de Jirau, em Porto Velho, capital de Rondônia. Estimasse que só em Ariquemes serão 30 mil novos habitantes até o término de sua instalação. Dentro dessa nova história que está se escrevendo em Ariquemes e diante de toda a realidade de exclusão, de discriminação, de dominação que a sociedade ariquemense vivencia visível nas suas várias formas como a dificuldade de acesso a educação, a saúde de qualidade, a moradia digna, de ocupação dos espaços da cidade enfim, todas a “caras” que a exclusão, o preconceito e a discriminação podem ter. A cidade cresce vertiginosamente e não há uma preocupação ou planejamento para acolher/receber com uma atenção especial todas essas pessoas que chegam a cada dia pra fixar residência aqui em Ariquemes. Na sua grande maioria, homens, mulheres, crianças, famílias inteiras em busca daquilo que todo ser humano almeja melhores condições de vida. Condições essas que são impostas pelas grandes corporações que expropriam, que “roubam” o pouco de dignidade que uma família consegue construir ao longo de uma vida inteira, “forçando” essa família a sair de sua terra e ir em busca de uma “nova vida”, condições que nossos governantes não oferecem para que possamos ficar no local de origem e ter uma vida digna, de qualidade pois não existe o respeito e o cumprimento das diversas políticas que dizem serem pensadas para o bem da população mas que na verdade não passa de formas de defender seus interesses próprios. Não que ir em busca de novos horizontes seja ruim até por que é um direito de todo ser humano de ir e vir quando quiser, mas em sua grande maioria, o usufruto desse direito é substituído pela forma forçada com que se lançam a caminhar, quando são privados de seus direitos e quando não tem como alimentar expectativas de um futuro melhor. Diante de tudo isso cabe a nós nos perguntarmos todos os dias e buscar a resposta para essa pergunta: Existe de fato JUSTIÇA para todos?


Veja os vídeos da celebração:





















Nenhum comentário:

Postar um comentário